Andréa Hygino, 1992

Rio de Janeiro, Brasil

Atua como artista e arte-educadora.


Bacharela em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UERJ e Mestra em Linguagens Visuais, pelo PPGAV- EBA- UFRJ. Foi professora substituta de desenho na Escola de Belas Artes da UFRJ. Frequentou o ateliê de gravura da EAV Parque Lage como aluna-monitora no curso do artista João Atanásio e integrou o projeto de extensão universitária Experiências Indiciais, coordenado pela Profª. Drª. Inês de Araujo (UERJ), no ateliê de gravura da UERJ.

Atualmente, leciona desenho no Estúdio Belas Artes e experiências gráficas no Centro Cultural Lanchonete<>Lanchonete.

Sua pesquisa artística atravessa diferentes linguagens (escultura, desenho, fotografia, performance) e tem como principal interesse o campo da gravura. A operação de gravar, ferir uma superfície, produzir uma marca sobre um suporte se revela em seu trabalho enquanto vontade de arquivo, de inscrição de memórias.

 

Bem assim, as especificidades dos processos gráficos, como repetição (e diferença), espelhamento e o gesto mecânico, ensejam a discussão sobre aparelhos do adestramento escolar: folhas pautadas, exercícios de caligrafia, cadeiras para destros, carimbos didáticos.

Formação acadêmica

  • Mestrado em Linguagens Visuais, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – PPGAV/EBA- UFRJ (2017).

  • Bacharelado em Artes Visuais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2014).

 

Prêmio

  • Vencedora do Prêmio SeLecT de Arte e Educação, categoria Camisa Educação, pela obra “Saída de emergência” (coautoria de Luiza Coimbra). 

 

Exposições

2021

  • “On the shoulders of giants”, curadoria de Raphael Fonseca, Galeria Nara Roesler NY (EUA).

  • “Sobre os ombros de gigantes”, curadoria de Raphael Fonseca, Galeria Nara Roesler SP.

  • “Mostra Poéticas Femininas na Periferia”, curadoria de Andréa Hygino, Isabel Carvalho, Paulo Farias e Emmanuele Russel, Paço Imperial, RJ. (curadoria)

2020

  • “Abre Alas 16”, curadoria de Keyna Eleison, Pablo León de la Barra e Yhuri Cruz, Galeria A Gentil Carioca, RJ; 

  • “minúsculas”, curadoria de Debora Seger e Gabriela Caspary, Centro de Artes Calouste Gulbenkian, RJ.

2019

  • “24º Salão Anapolino de Arte”, curadoria de Paulo Henrique Silva, Galeria Antônio Sibasolly, Anápolis, GO;

  • “Corpos-cidades”, curadoria de Ismael David e Gustavo Barreto, Espaço Cultural Pence, RJ;

  • “Esqueleto”, curadoria de Marcelo Campos, Analu Cunha e Maurício Barros de Castro, Paço Imperial, RJ;

  • “Fotograma por fotograma”, curadoria de Wilton Montenegro, Cine Galeria, RJ.

2018

  • “Emergência dos corpos”, curadoria de Bruna Soares e Renata Maneschy, Centro Cultural Justiça Federal, Niterói, RJ;

  • “Circuito Grude 2018” - Incorporo a revolta, circuito livre lambes em 29 cidades do Brasil e do exterior;

  • “Destraços”, curadoria de Renata Maneschy, Galeria de Arte UFF Leuna Guimarães dos Santos, Niterói, RJ;

  • “Achados e perdidos”, curadoria de Marcelo Campos, Galeria Gustavo Schnoor – UERJ, RJ;

  • “[Des] formar”, Centro Cultural do Colégio Pedro II , RJ.

2017

  • “Panelas de pressão também sibilam”, curadoria de Fernanda Pequeno, Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, RJ;

  • “Prova de Estado”, curadoria de Daniela Seixas, Galeria Candido Portinari (UERJ), RJ.

 

2016

  • Impressões cotidianas, Espaço Vórtice-UFRJ, RJ.